O intestino do bebê

24/01/2020 0 Por Daniela Foltran

O intestino do bebê é uma grande preocupação materna. E isso não é à toa!

Um intestino que funciona direitinho é sinônimo de saúde. Pois ele é um dos grandes responsáveis por manter nosso sistema imunológico forte e atuante, isso vale para crianças e adultos.

E a gente sabe o quanto é importante manter esse sistema de defesa funcionando bem. Afinal de contas, nossos pequenos estão sendo expostos pela primeira vez a todo tipo de microorganismo, antes eles estavam protegidos no útero da mãe, agora tem todo esse mundão para explorar.

E é aqui que o BLW faz a diferença, pois para manter um bom funcionamento do intestino é importante manter um equilíbrio entre água e fibras. Basta lembrar que no BLW oferecemos alimentos de maneira natural e minimamente processados. Isso significa que são ricos em fibras e em água. Sim, os alimentos sólidos possuem muita água em sua composição!

Essas tais fibras, são nutrientes que não são digeridas no nosso estomago e têm o papel de controlar a velocidade com que o intestino vai funcionar. Se falta fibra tudo fica muito rápido e dificulta absorção. Se tem fibra em excesso, tudo fica lento demais e podemos ter problemas com ressecamento e intestino preso.

Para que esse equilíbrio funcione a chave é a água. Ela sempre deve ser oferecida para os bebês. Também, sempre que possível deixe um recipiente com água ao alcance dos pequenos para que eles possam sempre se manter hidratados.

É no intestino que vivem as bactérias que:

  • auxiliam na digestão dos alimentos;
  • combatem substancias tóxicas e
  • são importantes no controle de condições como a obesidade na fase adulta.

Oferecer alimentos saudáveis além de garantir um desenvolvimento e crescimento adequado, garante o bom funcionamento do intestino do bebê e, ainda, tem um grande impacto na saúde deles no futuro.

São as frutas e verduras as principais responsáveis por suprir essa necessidade de fibras e água. Então, vamos sempre ter em mãos uma frutinha gostosa para um lanchinho da tarde ou café da manhã. E nunca deixe de oferecer legumes nas refeições maiores.

___

Esse texto é mais uma contribuição do Nutricionista Tharles Setti 
Acompanhe aqui as postagens dele.