Introdução Alimentar: quando começar?

A introdução alimentar é um marco na vida do bebê e de toda a família. Entretanto, é um processo que precisa ser acompanhado pela pediatra e, se possível, por uma nutricionista, também.
Iniciar a introdução alimentar requer alguns requisitos. Abaixo, a nutricionista Graziela Baladão dá os pontos principais para se iniciar a alimentação completar do bebê.
A Organização Mundial de Saúde recomenda que os bebês sejam amamentados exclusivamente até os 6 meses de vida – sem suco, chá ou qualquer outro alimento. Essa idade limite de 6 meses também é válida para bebês que tomam fórmula. Pois, é somente a partir dos 6 meses que o bebê apresenta maturidade do aparelho digestivo e começa a demonstrar que está apto para receber outros alimentos além do leite materno ou fórmula infantil.

Para começar a introdução alimentar (IA), além de atingir os 6 meses, é necessário observar se já estão presentes os sinais de prontidão:

➡O bebê consegue sentar sem apoio ou com o mínimo de apoio;

➡O bebê perdeu o reflexo de protrusão da língua e não empurra automaticamente os sólidos para fora da boca;

➡Leva objetos a boca;

➡O bebê tem interesse pelos alimentos, observa quando outros estão se alimentando.

É válido lembrar que não é no dia que o bebê completa 6 meses que todos os sinais de prontidão aparecerão. Cada bebê tem seu ritmo de desenvolvimento. Mas, somente quando o bebê atinge esses sinais de prontidão e tem pelo menos 6 meses é que a introdução de alimentos deve começar.

⚠ Atenção para os bebês prematuros, pois é necessário fazer a correção da idade.

E o que fazer enquanto isso?

A artista ab.bel retrata a bagunça da introdução alimentar.

Informe-se, leia sobre as abordagens para introdução alimentar (BLW, IA tradicional, IA participativa), vá se familiarizando com o assunto.
Estimule seu bebê, ofereça mordedores para que ele já conheça diversas texturas, deixe-o se adaptar à cadeira de alimentação, coloque-o à mesa no momento da refeição, assim, o bebê já vai se acostumando com a rotina.

Se achar necessário e quiser utilizar babadores, conheça os babadores da aurora, senhora!, especialmente desenvolvidos para incentivar a autonomia do bebê. Ah… caso for utilizar os babadores, deixe o bebê conhecê-los antes 🙂 .

Acompanhe o blog, sempre tratei informações de qualidade sobre o assunto! 😉

Veja os relatos de outras mães que já passaram pela introdução alimentar aqui.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por babadores e aventais (@aurorasenhora) em

Home Blog
Categoria:

Escrito por Daniela Foltran

Sou mãe de 3 meninas e 1 coelho. Cresci no sítio e vim sozinha para a selva de pedra. Defendo a amamentação e o fortalecimento dos vínculos. Acredito no desenvolvimento pleno da criança, no valor das oportunidades de experimentar cores, texturas, aromas e sabores. Luto pelo comer e brincar livremente sem sobrecarregar quem cuida, sem aumentar o trabalho e os cestos de roupas sujas. Minha missão? Espalhar autonomia e ajudar com o trato da a bagunça que todo esse aprendizado causa.
Carrinho de compras