Da pizza ao BLW, como foi a introdução alimentar da Bia.

20/09/2019 Off Por Daniela Foltran

Hoje sou a mãe da Bia, a bebê que come gostoso! (como leio e escuto muitas vezes) 🙂

Após o nascimento da Bia estive por 3 meses me conhecendo como mãe, criando rotinas novas em casa e adequando a vida com a chegada dela. Por volta dos 4 meses de vida da Bia comecei a procurar entender como é a Introdução Alimentar para os bebês e ficava ansiosa em como planejar tudo que envolvia a alimentação do bebê.

Mas vamos voltar antes do nascimento da Bia… Passei a gestação me alimentando como sempre! Comia fastfood e meu prato favorito era pizza! E aqui você já pode perceber a minha grande mudança de vida quando falo que o BLW pode começar em qualquer idade.

E em buscas de Introdução Alimentar encontrei o Instagram da Érika Baldiotti e seus livros com a vivência dela e suas filhas no mundo BLW! Me apaixonei primeiramente pela grande autonomia que as meninas mostravam. Mas como eu, sempre adepta à comida rápida e sem nenhuma preocupação com os alimentos, conseguiria fazer todos aqueles pratos lindos e coloridos para a nossa Bia? Como eu, que adorava uma pizza recheada de queijos, poderia comer todos aqueles legumes à mesa com minha filha? Como eu faria? Por onde eu começaria?

A única certeza que eu tinha era: “não posso oferecer a mesma alimentação que eu tenho para a minha filha!”

Não posso deixar essa herança errada de alimentos industrializados e com pouca preocupação no que tem no prato”. Não queria jamais que ela comesse apenas para saciar a fome, queria propor que ela conhecesse os novos sabores e pudesse escolher o que melhor lhe agradava…

E foi então que na consulta de 5 meses da Bia a pediatra me ofereceu seu livro com o assunto BLW das percursoras no assunto: Gill Rapley e Tracey Murkett. O livro que mais fez meus olhos brilharem e me fez ter certeza que minhas dúvidas não eram à toa! Algo precisava mudar em mim, em minha casa, em meus hábitos para enfim poder oferecer à nossa Bia uma Introdução Alimentar de boa qualidade e saudável.

Lembro-me que cheguei em casa e li o livro tão rapidamente que foi uma paixão! Comecei a falar apenas de alimentação e me vi a procura de como colocar em prática logo que a Bia estivesse apta para tanto.

Passamos os primeiros 6 meses com o aleitamento materno em livre demanda e sem a preocupação de outro alimento para ela.

Eu estava extremamente ansiosa e cheia de teorias para colocar em prática…

E é nessa hora que começa o principal de tudo: a percepção do bebê como indivíduo independente!

E eu lhes trago um ensinamento das Escrituras Bíblicas que devemos pôr à mesa: “Pois o que o homem semear, isso também colherá.” De Gálatas 6:7,8

Começamos introduzindo o café da manhã e escolhi a manga (aquelas sem fiapos).

Confesso que estava emocionada e não é para tanto! É um marco na vida da família e o passo mais importante para tudo que virá nos próximos meses e com certeza para a vida toda dos nossos filhos!

Eu me lembro de higienizar a manga (importante manter a lavagem dos alimentos, pois eles são oferecidos em grande maioria com a casca) e cortá-la de acordo com o que aprendi, de forma segura e com a preocupação em como ela poderia melhor manusear o alimento.

blw - corte segura da manga para oferecer durante a introdução alimentar

Era outubro de 2018… e foi neste mês de Primavera que comecei a colocar em prática os conceitos que li e tudo que carinhosamente a Dra. Alessandra Magro, pediatra da Bia, me ensinou.

E a Bia logo de início pegou a manga e levou à boca. Ficou por muito tempo naquela fruta, passando a mão e lambendo… Eu, mamãe de primeira viagem e com a ansiedade nas alturas, fotografei cada minutinho e até mesmo os restinhos da fruta para tentar contabilizar o quanto ela comeu.

Escolhi a manga por sua cor que me remete à vitalidade!

E vem daí minha primeira lição que repasso a vocês: A paciência e o controle na ansiedade são os principais instrumentos a favor de uma boa Introdução Alimentar.

A paciência e o controle na ansiedade são os principais instrumentos a favor de uma boa Introdução Alimentar.

Uma última dica, não se preocupe com a sujeira, ela vai diminuindo com o tempo. Se você quer diminuir o trabalho de limpeza, utilize babadores e acessórios especiais para BLW como os oferecidos pela aurora, senhora!

Um beijo carinho da Débora, a mãe da Bia

🙋 Você também quer compartilhar a sua experiência? Escreva para mim: [email protected]