Autonomia e Segurança para os idosos melhora a autoestima

Saber manter a autonomia mantendo a segurança do idoso é fundamental para a qualidade de vida e saúde mental de quem está vivenciando novos desafios.

Envelhecer faz parte de nossas vidas e para que essa fase seja vivida em plenitude, não só o bem estar físico, mas também o emocional deve ser levado em consideração. Os mais novos que convivem com os idosos precisam cuidar dos acompanhamentos médicos e terapêuticos necessários e se certificarem de que o ambiente é confortável e seguro para evitar acidentes possíveis de acontecerem devido às limitações da idade pois, com o avanço da idade, os idosos podem ter alguns desafios que podem parecer banais para os adultos mais jovens.

É por isso que o cuidado com a casa e até mesmo pequenos detalhes podem melhorar a autonomia e também cuidar da segurança dessas pessoas.

Confira algumas dicas que podem ajudam no dia a dia:

Tapetes na residência

Os tapetes podem ser uma armadilha no dia a dia do idoso, pois em casos de tecidos volumosos ou sem aderência ao solo, o morador poderá tropeçar e cair. Sabendo destes ricos, é preciso ficar atento para que o tecido não escorregue ou tenha bordas que levantam facilmente. Via de regra, devem ser evitados.

Barras de apoio

As barras de apoio devem ser dispostar em diferentes cômodos, pois diminuem o risco de queda consideravelmente. O banheiro, por exemplo, é um local perigoso, pois o chão fica molhado e os tapetes enrugados. É interessante colocar barras de apoio no local de banho e no vaso sanitário. O mesmo se aplica a outros cômodos da casa nos quais hajam dificuldades de locomoção do idoso.

Medicamentos organizados

É interessante que os familiares ajudem a organizar os remédios que o idoso precisa tomar, dessa forma pode-se evitar problemas. A melhor maneira é optar por aquelas caixinhas escritas de segunda a sexta, tarde e noite, deixando tudo antecipadamente separado para que não haja confusão. Outra opção é conversar com o médico e verificar se é possível usar sempre doses únicas de um determinado remédio, isso facilita a aderência do tratamento.

Utensílios de uso diário

Deixe itens domésticos, como panelas, liquidificador, alimentos, e até mesmo objetos de higiene em locais de fácil acesso sem necessidade de subir ou agachar.

Entretanto, é interessante ter cadeiras firmes e amplas e escadas leves, porém resistentes. Caso o idoso esteja sozinho e precise pegar um objeto no alto, isso irá facilitar a ação e garantir segurança.

Móveis da casa

Os móveis que oferecem risco de queda devem ser reposicionados. Quando os idosos se levantam da cama ou de cadeiras, podem ter um pouco de tontura, nestes casos móveis colocados estrategicamente podem ajuda-los a não cair. Além disso, é interessante eliminar móveis decorativos ou que fiquem no meio do ambiente, como as mesas de centro, que podem trazer um risco desnecessário. Se você sentir necessidade, também pode fixar alguns itens como sofás e armários, o que poderá evitar quedas.

Animais de estimação

Os benefícios que os pets podem trazer são enormes tanto no quesito emocional, tanto na segurança externa, afinal eles podem defender o dono. No entanto, é preciso adestrar o animal, pois eles podem ser agressivos. É preciso ter cuidados também com os cachorros de grande porte, pois eles podem pular e derrubar os idosos. Os pequenos, por sua vez, podem fazê-lo tropeçar, então é bom ficar atento.

 Interruptores de luz

Pinte os interruptores com cores diferentes, torne-os destaque em cada cômodo, isso facilitará a rotina dos mais velhos. É recomendável cores vibrantes para o idoso, pois assim ele irá achar o item de forma simples na casa, mesmo no caso de um ambiente com a luminosidade prejudicada, esse contraste de cores o ajuda a se localizar.

 

Cuidar e diminuir os riscos não significa tolher a autonomia

Como falado anteriormente, não basta cuidar apenas da saúde física. Envelhecer bem também significa ter oportunidade de manter sua saúde mental e autonomia preservadas.
Ter dificuldades motoras pode causar muita frustração a adultos antes tão ativos. É possível cuidar da autoestima desse grupo e ainda oferecer segurança para que eles se mantenham ativos e com autonomia com as dicas acima. Para aqueles que estão debilitados e precisam de mais segurança na hora de se alimentar, os babadores geriátricos podem ajudar a manter a roupa limpa e recuperar a autonomia alimentar deles.

Home Blog
Categoria:

Escrito por Daniela Foltran

Sou mãe de 3 meninas e 1 coelho. Cresci no sítio e vim sozinha para a selva de pedra. Defendo a amamentação e o fortalecimento dos vínculos. Acredito no desenvolvimento pleno da criança, no valor das oportunidades de experimentar cores, texturas, aromas e sabores. Luto pelo comer e brincar livremente sem sobrecarregar quem cuida, sem aumentar o trabalho e os cestos de roupas sujas. Minha missão? Espalhar autonomia e ajudar com o trato da a bagunça que todo esse aprendizado causa.
Carrinho de compras