A importância da arte no desenvolvimento infantil

20/04/2021 0 Por Daniela Foltran

Incorporar a arte no desenvolvimento infantil traz impactos nos desenvolvimentos motor, cognitivo e emocional… Descubra tudo aqui!

Você sabia que é através do desenho que a criança se expressa, desenvolve habilidades motoras e aprende brincando?

A arte é muito importante no desenvolvimento infantil, pois é uma formar de expressão que ajuda a criança a estimular a imaginação e colocar para fora o que ela está sentindo. Seja com lápis, tinta, massinha, todos os materiais são válidos.

Através da brincadeira é possível trabalhar os sentimentos, o cuidado com o outro, além de ser uma fonte poderosa de conexão com os pequenos. Por isso, inclua a arte no dia-a-dia da criança.

Para nos ajudar a listar algumas atividades divertidas que podem ser feitas com as crianças, pedimos ajuda para a brinquedista Marcia Siolli, a mão criativa por trás da COMER BRINCAR SONHAR.
Marcia, que também é uma mãe empreendedora, listou algumas atividades que podem ser feitas em casa. Para a brincadeira ficar ainda mais divertida, use o avental da aurora, senhora! e mãozinhas à obra!

A arte como estimular à criatividade e imaginação

Emilia ajuda na pintura da casa. Ela usa o avental escolar.

Nessa atividade não tem certo nem errado. Portanto, a única regra é: vestir o avental e soltar a imaginação! À medida que a criança finalizar cada figura, pergunte o que é e, a partir daí, vocês começam uma contação de história. Vale explorar o cenário, os personagens. Aproveite o momento com os pequenos a partir de 3 anos.

A arte no reconhecimento visual de cores e formas

Para os menores, a partir de dois anos, já é possível trabalhar o reconhecimento de cores.
Com os maiores, brinque com os em falar cores em inglês e a criança pintar com a cor relacionada. Sugira que a criança desenhe formas geométricas, cite frutas, verduras e legumes ou outros objetos para a criança pintar com a cor correspondente.

A arte e a coordenação motora fina

Por volta dos 3 anos, a criança passa a segurar o pincel com firmeza, fazer movimentos de um lado para o outro. Então, quando esse movimento começar, vale fazer desenhos em círculos, contornar e preencher o centro da figura. Para os mais novos, deixar a criança pintar com o próprio dedinho é uma excelente maneira de trabalhar os pequenos músculos das mãos, exercício importante para, futuramente, segurar no lápis com firmeza na hora da escrita.

A arte e o desenvolvimento intelectual

Para aos maiores, que tal pesquisar sobre obras de grandes pintores e você e criança tentarem reproduzir? Será uma atividade bem divertida e com muitas risadas. Para os mais crescidos, pesquise e mostre a diferença entre arte abstrata, iluminismo, impressionismo, etc. É um bom momento de enriquecimento cultural em família!

A arte e os sentidos

O cheiro da tinta, o toque dos dedinhos no potinho de tinta, o uso do pincel. Deixe a criança pintar a palma da mão e dar aquela carimbada clássica e depois criar personagens em cada dedinho carimbando. Essa atividade pode ser desenvolvida desde o primeiro ano, desde que sejam utilizadas tintas naturais. Uma boa técnica é usar iogurte com uma gotinha de corante alimentício.

A arte e as emoções

Como usar a arte no desenvolvimento infantil das emoções? Brinque de ” como estou me sentindo hoje” ou “eu me sinto triste/ alegre/ com raiva/ com medo quando…” é uma boa oportunidade de compreender sentimentos que a criança não consegue expressar verbalmente.

A arte como estímulo à escrita

Para a criançada que está começando a alfabetização, vale estimular a escrita. Por isso, em um papel, coloque algumas letras e peça para criança reproduzir. Se a criança já reconhece as letras, brinque de ditado com palavras.

Organizar é importante

E por último, mas não menos importante, a arte ajuda a treinar a paciência, estimula a divisão das tarefas e a organização.
Iniciar uma tarefa e finalizá-la é bem complicado para algumas crianças.
O pintar é sempre divertido, mas nem todos querem ajudar a limpar a baguncinha, né? Coloque a criança para participar da finalização da atividade: enquanto ela guarda as tintas, você lava os pincéis e juntos deixam tudo organizado depois da brincadeira.